Informação sobre a ocupação israelita, a resistência palestiniana e a solidariedade internacional *** email: comitepalestina@bdsportugal.org
15
Jun 15
publicado por samizdat, às 21:23link do post | comentar

Por Vanessa Martina Silva | São Paulo - 14/06/2015

Opera Mundi

 

“Eu me recusei [a sair da piscina] e fiquei na borda. Outro soldado veio e apontou a arma para mim dizendo que atiraria se eu não saísse logo. Nós saímos porque ficamos com medo dos soldados”, conta Ibrahim Abu Tabikh, de 15 anos, que estava no parque em Hebron, território palestino ocupado, com o irmão de 16, quando soldados israelenses expulsaram palestinos de uma piscina para permitir que colonos judeus tomassem banho. A denúncia consta em um relatório do grupo de direitos humanos de Israel B’Tselem.

 

Já Muhammad Mahaniyah, de 20 anos, conta que “um policial da fronteira me ordenou que deixasse a água rapidamente. Primeiramente eu recusei e disse a ele que eu queria permanecer na piscina e tinha o direito de estar ali. Eu disse que não havia problema que os colonos nadassem ao meu lado. Ele ameaçou usar a força caso eu não deixasse a água rapidamente, então meus amigos e eu não tivemos escolha e tivemos que deixar o local. Os soldados ordenaram que os palestinos que estavam em torno da piscina fossem para a borda do parque, para ficar ali, e não se aproximar dos colonos”, relatou.

 

Nasser Nawaj’ah| B’Tselem

Colonos tomam banho na piscina

 

O episódio ocorreu em 7 de abril, durante o feriado da Páscoa judaica. Testemunhas disseram que quando os colonos chegaram, cerca de 200 palestinos estavam no local.

 

Na data, um grupo com centenas de colonos, acompanhados por forças de segurança israelense, chegaram na vila de al-Karmil, que fica em um parque em Hebron. De acordo com a organização B’Tselem’s, os colonos chegaram por volta das 14 horas acompanhados por dezenas de soldados, polícia fronteiriça e representantes da administração civil. As forças de segurança então ordenaram que os banhistas palestinos deixassem a piscina e ficassem na borda do parque. Enquanto isso, os colonos tiveram acesso livre e gratuito à piscina e ao restante do local. Somente por volta das 17h30 os colonos e as forças de segurança deixaram a área.

 

O relatório diz ainda que cerca de mil pessoas tomaram conhecimento do fato, incluindo o chefe militar rabino Rafi Peretz, e que eventos similares ocorreram no local durante diversos anos, particularmente durante a páscoa judaica e o Sucot, ou festa das colheitas.

 

O incidente provocou o protesto do prefeito de Yatta, que foi ao local e reclamou com a administração civil que estava com os colonos. Um representante disse a ele que a visita fora coordenada pelo Departamento de Coordenação Distrital palestino, que negou a informação e ressaltou à B’Tselem que apresentaram uma queixa oficial ao Departamento de Coordenação Distrital israelense.

 

A B’Tselem questionou a IDF (Força de Defesa de Israel) sobre o episódio, mas o porta-voz deu somente uma “resposta lacônica que não explica o incidente”, de acordo com a ONG.

 

 

Original em:

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/40692/soldados+israelenses+expulsam+200+palestinos+de+piscina+para+que+colonos+judeus+tomem+banho.shtml?utm_source=akna&utm_medium=email&utm_campaign=Boletim_OM_140615


10
Jun 15
publicado por samizdat, às 21:56link do post | comentar

O músico inglês Roger Waters, ex-baixista e líder dos Pink Floyd, escreveu uma segunda carta a Caetano Veloso e Gilberto Gil pedindo-lhes que cancelem o seu show em Israel, marcado para 28 de julho.

A carta foi encaminhada para a Folha de São Paulo pela organização brasileira de BDS (sigla para "boicote, desinvestimento e sanções"), inserida num movimento global que busca pressionar e isolar Israel para o fim da ocupação dos territórios palestinianos.

A BDS promove a campanha "Tropicália Não Combina Com Apartheid", que já conseguiu mais de 12.400 assinaturas para um abaixo-assinado que circula no Facebook. 

Nos últimos anos, Waters manifestou-se diversas vezes em favor da causa palestiniana e já pediu a Neil Young, Robbie Williams e Lauryn Hill que também desistissem de suas actualões em Israel. Funcionou no caso de Lauryn Hill, em maio.

Procurada pela Folha de São Paulo, a produção de Gilberto Gil e Caetano Veloso afirmou que os cantores não irão se pronunciar sobre o caso e que manterão o show em Israel na data prevista.

 

Leia a carta na íntegra:

 

Ao Editor,

No mês passado eu escrevi para Caetano e Gil e não recebi nenhuma resposta, mas suponho que eles irão cruzar a linha do piquete e tocar em Tel Aviv. Que seja. Eles devem ter razões imperativas que estão guardando para si mesmos. Em minha carta a eles, eu falei sobre futebol, praias, direitos humanos e sonhos. Aqui vai uma história sobre sonhos e futebol.

Jawhar Nasser Jawhar, 19, e Adam Abd al-Raouf Halabiya, 17, dois jovens e promissores jogadores de futebol, sonhavam em um dia jogar profissionalmente, talvez até defendendo a camisa do país deles. Em 31 de janeiro, enquanto eles caminhavam para casa, saindo de uma sessão de treinamento no Estádio de Faisal al-Husseini em al-Ram, no centro da Cisjordânia, forças israelenses abriram fogo contra eles sem aviso.

Jawhar foi atingido sete vezes em seu pé esquerdo e três vezes no direito. Halabiya foi ferido uma vez em seu pé esquerdo e uma no direito. Médicos no hospital governamental de Ramallah dizem que os dois nunca chutarão uma bola de futebol de novo; na verdade, serão necessários seis meses de tratamento antes que os médicos possam avaliar se eles poderão andar novamente.

Estes dois jovens não foram acusados de nenhum delito, e nenhum inquérito foi aberto sobre as ações dos soldados responsáveis por suas lesões incapacitantes.

Assim, Caetano e Gil, Jawhar e Halabiya não estarão presentes no show de vocês em Tel Aviv. No entanto, os homens que os balearam estão livres para comparecer, se desejarem.

 

Roger Waters

7 de junho de 2015, Nova Iorque


mais sobre mim
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO