Informação sobre a ocupação israelita, a resistência palestiniana e a solidariedade internacional *** email: comitepalestina@bdsportugal.org
10
Mar 09
publicado por samizdat, às 18:33link do post | comentar

A caravana «Viva Palestina», saída da Grã-Bretanha no mês passado, entrou ontem na Faixa de Gaza, conseguindo ultrapassar a má vontade e a obstrução das autoridades egípcias, segundo contam Claude Ganne e Farid Arada, desde a cidade-fronteira de Rafah.

Incluindo mais de 100 veículos e transportando toneladas de materiais de ajuda, Viva Palestina percorreu 10.000 quilómetros através da Europa e da África, antes de alcançar agora um terceiro continente.

«Adultos que choram e não acreditam no que vêem... o cerco, quebrado... e tudo isso, no dia do aniversário do nascimento do Profeta», escreve Farid Arada numa mensagem enviada esta segunda-feira à tarde.

Após uma manhã de negociações difíceis com os oficiais egípcios, os responsáveis da caravana, conduzida pelo deputado britânico George Galloway, aceitaram um compromisso: que alguns dos seus veículos, entre os quais um carro de bombeiros e outro carregando uma embarcação, entrassem na Faixa de Gaza depois de terem passado por um posto de controlo israelita, o de Al Ouja. O resto passou pelo posto egípcio-palestiniano de Rafah.

Antes que a caravana tomasse a estrada Saladin em direcção à cidade de Gaza, no norte da Faixa, George Galloway denunciou perante a imprensa os crimes do exército israelita e prometeu que a humanidade consciente nunca abandonará o povo palestiniano.

No domingo, a caravana esteve bloqueada durante todo o dia em El Arich (a algumas dezenas de quilómetros a oeste da Faixa de Gaza) pelo exército egípcio. Agentes provocadores, agindo sob a protecção da polícia egípcia, tinham mesmo atacado alguns dos camiões.

 


 

Traduzido de: http://www.europalestine.com/spip.php?article3902

 


Desde muito jovem que o problema da Palestina e concretamente o Povo Palestiniano não me passa ao lado, dentro do que é possível tenho acompanhado todo este processo, um povo que quer ser respeitado e respeitar mas que a história não o tem deixado caminhar como povo independente, já todos sabemos que a Palestina vive encurralada num território que cada vez mais é usurpado, um povo maltratado pela potência militar da área Israel, esta potência aos poucos e poucos tem roubado e maltratado todo um povo que apenas quer ser livre e comandar os seus destinos como qq Povo, serei sempre solidário com este Povo Mártir, acredito que um dia a Palestina será Livre.
Mário Sousa a 11 de Março de 2009 às 10:45

Era parte do convoy Viva Palestina. Se podemos ajudar com fotosoue informação estaria feliz em falar com alguém. Proximo es uma flotila... qualquer interesse? vivo no Algarve e falo algum português. (http://www.algarveresident.com/story.asp?XID=30955)

Linsay
linsay a 30 de Março de 2009 às 23:28

Linsay, desculpa-nos o tempo que demorámos a responder a este comentário. Sim, claro que estamos interessados em tomar contacto e em organizar futuras actividades deste tipo. O e-mail do Comité de Solidariedade com a Palestina é palestinavence@gmail.com. Por favor, envia-nos uma mensagem.
samizdat a 16 de Abril de 2009 às 08:44

mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO