Informação sobre a ocupação israelita, a resistência palestiniana e a solidariedade internacional *** email: comitepalestina@bdsportugal.org
28
Mai 09
publicado por samizdat, às 00:05link do post | comentar

Pelo mundo inteiro decorre uma campanha dirigida a Leonard Cohen para que o cantor cancele o concerto que tem agendado em Tel Aviv a 24 de Setembro.

 

Na sua tournée, Leonard Cohen cantará em Lisboa, no Pavilhão Atlântico, no dia 30 de Julho. O Comité de Solidariedade com a Palestina fará uma acção de protesto nesse dia para pressionar Cohen a cancelar o concerto de Tel Aviv. Em Julho realizar-se-á uma reunião de organização com todos aqueles que estiverem interessados em participar nessa acção – quer assistam ou não ao concerto de Lisboa.

 

Por favor, escreva a Cohen, através do seu agente Robert Kory (info@rkmgment.com) e faça o que puder para que a Carta Aberta seja publicada em jornais, blogs e sites.

 

Para mais informações:

Apelo Palestiniano a Leonard Cohen: http://www.pacbi.org/etemplate.php?id=1006

Apelo Israelita a Leonard Cohen: http://electronicintifada.net/v2/article10493.shtml

 

 

Carta modelo a Leonard Cohen

Escrita por Paula Abrams-Hourani, membro do Jewish Voice for a Just Peace (Austria), em 14.5.09

 

Caro Leonard Cohen,

 

É-me impossível dirigir-me a si como “Sr Cohen”, porque pertenço a uma geração que cresceu com as suas maravilhosas canções e poesia e sinto-me como se o conhecesse pessoalmente, como sentem centenas de milhares de outros fans.

É difícil escrever a um grande escritor e poeta – e a única razão por que estou a fazê-lo esta manhã é porque sou uma activista pela paz e pelos direitos do povo palestiniano na sua própria terra e pelo fim da ocupação israelita. […]

Estou certa de que você tem conhecimento do facto de que muitos advogados respeitáveis dos direitos humanos têm condenado as práticas israelitas em Gaza e na Cisjordânia, incluindo prémios Nobel como Jimmy Carter, o bispo Desmond Tutu e Mairead Maguire. Cantores populares manifestaram-se contra a invasão e o bombardeamento de Gaza […]. Muitos artistas israelitas criticaram duramente as políticas do seu governo, como o maestro Daniel Barenboim e o poeta Aharon Shabtai, e inúmeros outros. Outros artistas internacionais, como o realizador Ken Loach e o violonista Nigel Kennedy estão a boicotar Israel, e a lista dos israelitas que apoiam o boicote ao seu país cresce rapidamente, devido ao assustador silenciamento das vozes críticas pela polícia do seu país que, evidentemente, representa a política do governo.

É por esta razão que lhe escrevo hoje. Uma posição firme contra essas políticas por personalidades e artistas em actividade é dramaticamente e urgentemente necessária, por aqueles que querem mostrar a sua condenação das políticas israelitas, aqueles que recusam apoiar práticas desumanas de um país que foi muito além dos limites da decência e da humanidade.

Por esta razão, espero sinceramente que você cancele os seus planos de cantar em Israel e deste modo apoie o movimento crescente da sociedade civil contra o racismo e o apartheid em Israel, como fizeram tantos artistas quando o regime de apartheid governava a África do Sul.

Com os melhores cumprimentos.

Paula Abrams-Hourani


mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
29
30

31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO