Informação sobre a ocupação israelita, a resistência palestiniana e a solidariedade internacional *** email: comitepalestina@bdsportugal.org
05
Nov 14
publicado por samizdat, às 14:21link do post | comentar

O barco israelita Zim Pekin, que se dirigia para o porto de Oakland, foi desviado do seu porto de destino e reencaminhado para a Rússia, devido aos bloqueios em Oakland, anunciou a campanha "Block the boat".

 

COMUNICADO DA CAMPANHA "BLOQUEEMOS OS BARCOS"

 

Oakland fez história uma vez mais com uma grande vitória BDS pela Palestina, contra a companhia marítima israelita Zim.

O Zim Pekin que se dirigia para o porto de Oakland foi reencaminhado directamente para a Rússia para evitar perturbações no terminal SSA. Pela primeira vez, um navio israelita foi completamente desviado antes de ter alcançado o seu porto de destino.

"Os danos à credibilidade de Israel não são exagerados, indicam os organizadores da campanha "Bloqueemos os barcos". A companhia Zim, embora propriedade privada, é uma "aposta de segurança" israelita. Israel exerce um controlo sobre esta empresa através de uma "carta de ouro" e utiliza-a para impedir a venda da empresa a estrangeiros. A empresa Zim tem por missão participar na manutenção do abastecimento de Israel durante os períodos de conflitos militares prolongados. A repercussão e o impacto económico sobre a Zim estão ainda por calcular, mas são certamente devastadores.

As entregas foram adiadas e não entregues durante meses. Os trabalhadores da ILWU honraram os nossos piquetes  e mostraram-se solidários contra a cumplicidade americana no apartheid israelita. A Zim ficou perturbada e confrontada a manifestações antissionistas em Seattle, Tacoma, Los Angeles, Vancouver, Nova Orleans, Nova York e Tampa. Esses portos espalhados pela América do Norte mostraram que Israel já não pode fazer negócios como habitualmente, porque o sionismo não é simplesmente bem vindo nas nossas costas.

 

As manobras de Zim

O Zim Pekin, que devia ter chegado a Oakland na manhã do sábado 25 de Outubro 2014, mudou de direcção pouco depois de ter alcançado a costa noroeste do México na quarta-feira 22 de Outubro, e dirigiu-se mais a noroeste. Várias fontes, incluindo o próprio calendário de bordo da Zim, mas também os portos e as autoridades portuárias confirmaram que o destino inicial do Zim Pekin era Oakland, mas que ele mudou o seu itinerário para evitar uma nova derrota humilhante. Num artigo publicado em 26/10, intitulado "O Zim Pekin evita Oakland", o jornal local relatou que o "navio devia ter chamado no sábado, mas adiou o seu apelo para domingo. Os relatórios de Oakland sugerem que a Zim decidiu anular o apelo. A Zim foi atingida por manifestações em Oakland em Agosto e Setembro, perturbando os seus apelos".

Seguimos igualmente o navio por satélite utilizando um serviço online de acompanhamento de marinha e documentámos que o navio fixou o seu destino como Oakland alguns minutos depois de ter deixado o Canal do Panamá como é a regra para os navios Zim na linha Ásia-Pacífico, que páram ou em Los Angeles ou em Oakland antes de partir para a China e a Rússia. Depois de alguns dias da sua viagem de 9 dias a partir do Canal, a Zim mudou no entanto bruscamente de direcção e bifurcou para noroeste, afastando-se assim definitivamente de Oalkland.

 

Face à repressão mundial

É claro que o Zim Pekin desviou o seu percurso em resposta à forte contestação de "Block the Boat". Em Agosto, o movimento tinha organizado e inspirado uma série de piquetes históricos de dia e de noite que, com o apoio dos trabalhadores da ILWU, impediram o descarregamento do Zim Pireu durante 4 dias e finalmente obrigou o navio a largar antes mesmo que a sua carga fosse descarregada. Em Setembro, a Zim enfrentou um outro conjunto de piquetes de greve que forçou o Zim Shangai a descarregar em Los Angeles em vez de o fazer no seu destino previsto Oakland. A coligação de "Block the Boat" com a comunidade mais vaste de Bay Area fez claramente saber que podemos determinar o que se passa nas nossas cidades. E que os negócios com o Estado sionista racista de apartheid, Israel, que trabalha lado a lado com a polícia local e federal para reprimir as nossas comunidades, não serão facilitadas.

Os militantes ficaram concentrados ao longo das manobras e das fintas do Zim. Organizaram um piquete de greve com um grande número de participantes sempre que o Zim Pekin chegava num sábado, num domingo ou em qualquer dia da semana. Tendo em conta as manobras em zigue-zague do Zim em Agosto, durante as quais ele tinha primeiro deixado o porto depois de um comunicado do consulado à imprensa israelita, para voltar a outro terminal menos de uma hora mais tarde, os organizadores conhecem agora essas estratégias e armam-se de paciência. Depois de ter seguido o Zim Pekin durante vários dias, "Block the Boat" preparou-se para uma semana de possíveis piquetes, organizando uma grande marcha de participantes no domingo em direcção ao porto de Oakland para mostrar a força e a orientação desse movimento. Era um aviso para que o Zim continuasse o seu caminho no momento em que ele atingia as 1000 milhas de Oakland e uma promessa de que as portas estariam de novo fechadas pelos grevistas antissionistas se ele voltasse.

Enquanto o Zim Pekin navega para além do horizonte, traz ainda a indicação do destino de Oakland, embora esteja há mais de 1200 milhas da baía de San Francisco no momento desta declaração. Os nossos esforços tiveram os seus frutos; o Zim Pekin não parece estar por perto. Mesmo se ele fizesse marcha atrás e decidisse voltar a Oakland, nesta fase já seria uma semana de atraso e ele voltaria a encontrar-nos prontos para pará-lo no porto.

 

Vitória BDS

Declaramos uma vitória histórica no nosso esforço para bloquear o Zim Pekin. É muito provável que o Zim ficará completamente desencorajado de uma futura tentativa no porto de Oakland. Só o tempo dirá se as mudanças do Zim no seu calendário levarão a uma nova organização do itinerário dos seus navios ou simplesmente a uma nova astúcia para enganar os adversários do apartheid israelita. Evidentemente, aqui em Oakland, estamos prontos para o regresso do Zim em qualquer momento. Juntos, com os nossos irmãos e irmãs, de Ferguson à Palestina, lutamos pelo fim do Estado de violência e de apartheid e estamos prontos para desmontá-lo tijolo a tijolo, muro a muro, porto a porto."

 

http://araborganizing.org/block-the-boat-declares-decisive-victory-over-apartheid-israel/

Traduzido de: CAPJPO-EuroPalestine, 30 de outubro 2014


mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO